Programa de Treinamento

Novo em Folha

 

Uniforme de repórter

Alguma coisa chama a atenção nas roupas da repórter que cobria a invasão ao Hotel Intercontinental?


Um guia para cobrir áreas de conflito

Quando vale o risco subir o morro? (neste post há vários links para outros posts sobre coberturas de risco)

 

Escrito por Ana Estela de Sousa Pinto às 17h33

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Que qualidades deve ter um jornalista hoje?

 

Mindy McAdams é uma das jornalistas que mais entende de on-line e multimidia.

Há um tempo ela fez um post em seu blog sobre qualidades necessárias para um jornalista on-line. Seu ranking era este:

  1. Saber contar uma história que atraia o leitor usando slideshow (veja aqui e aqui dois bons exemplos de slideshow e, aqui, um exemplo de vídeo feito com fotos)
  2. Entender mídias sociais (Twitter, RSS, Facebook, social bookmarking etc.) e ser ativo nelas
  3. Saber mandar notícias à distância, durante a cobertura
  4. Saber editar áudio e podcasts
  5. Saber filmar, editar e contar histórias em vídeo
  6. Saber moderar uma discussão on-line
  7. Ter um blog e interagir nos blogs
  8. Saber o básico de como contar uma história interativa usando Flash

[O post completo, em inglês, está aqui.]

Agora ela perguntou o que é fundamental para um REPÓRTER on-line. Para começar, listou o seguinte:

Saber entrevistar
•    Saber gravar a entrevista com a melhor qualidade de áudio possível
•    Captar material de contexto para a história (imagens, áudio, vídeo)
•    Saber fazer cobertura ao vivo
•    Narrar uma história em vídeo
•    Saber roteirizar um vídeo

Os leitores que comentaram no blog acrescentaram isto:

  • Saber promover sua história nas mídias sociais, depois de publicá-la
  • Saber escrever de forma clara e concisa (e isso vale para todas as plataformas)
  • Saber encontrar lides --na rua, em dados, nas mídias sociais etc.
  • Ter texto final –ser capaz de corrigir seus próprios erros
  • Ter boas ideias de pauta, de histórias nas quais ninguém pensou, e de como cobri-las usando várias linguagens
  • Saber ouvir
  • Ter confiança, mas nunca arrogância
  • Usar bons links na sua história, para guiar o leitor para outras informações relefantes
  • Ser rápido e trabalhar bem sob pressão de tempo
  • Saber o básico de HTML
  • Entender a importância de boas imagens e ser capaz de capturá-las, em foto ou vídeo
  • Ser crítico e duvidar de tudo

[Post completo aqui]

 

E você, o que acha? Quer acrescentar algo? O quanto você já sabe das habilidades acima?

Escrito por Ana Estela de Sousa Pinto às 16h42

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Apareçam por lá

Meu amigo e colega JULIO VERISSIMO fez uma resenha do livro (aqui), pra quem quiser saber mais sobre ele.

Nós ficaremos felizes de encontrar pessoalmente os leitores do blog. Riso

Escrito por Ana Estela de Sousa Pinto às 11h16

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mais 35 vagas para jornalistas - 1 na Folha

 
 

Mais 35 vagas para jornalistas - 1 na Folha

 

  A Folha abriu vaga para contratar repórter da Folha Ribeirão, com inscrições até dia 29.

E mais:

São Paulo

Rio

Minas

Pernambuco

Rio Grande do Sul

Este blog apenas divulga oportunidades de trabalho que chegam a nosso conhecimento. Não nos responsabilizamos pelas vagas que não são da Folha.

Primeiros passos para entrar em 13 grandes veículos de comunicação de todo o país

Acompanhe os concursos da Folha

 

Escrito por Ana Estela de Sousa Pinto às 20h48

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | Vagas | PermalinkPermalink #

Os 9 passos para um debate presidencial

Quando o colunista JOSIAS DE SOUZA soube que faria perguntas aos candidatos no primeiro debate presidencial da internet, pôs mãos à obra.

No vídeo acima, ele conta para minha trainee MARINA MESQUITA como se preparou.

Abaixo, uma lista de nove dicas para uma boa entrevista:

  1.  Defina os temas que devem ser abordados
  2. Escolher aqueles que tendem a ser deixados de lado
  3. Estudar os temas
  4. Recolher detalhes para fudamentar as perguntas
  5. Decorá-las
  6. Prestar atenção nas outras perguntas e nas respostas
  7. Conhecer bem o contexto, para ouvir as respostas criticamente
  8. Manter o foco no público: o que é pertinente para o eleitor?
  9. Não deixar pergunta sem resposta. Insistir.

Escrito por Ana Estela de Sousa Pinto às 16h34

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Semana de fotojornalismo

 
 

Semana de fotojornalismo

Escrito por Ana Estela de Sousa Pinto às 14h54

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | Cursos | PermalinkPermalink #

Cobertura eleitoral

 
 

Cobertura eleitoral

O Centro Knight para o Jornalismo nas Américas vai oferecer um webinar (seminário ao vivo na internet) no dia 26, das 10h às 12h, sobre  elaboração das pesquisas, por que elas funcionam mesmo com amostras relativamente pequenas, quais os problemas mais comuns em sua interpretação, margens de erro e de segurança e como analisar tabelas e gráficos. O objetivo do projeto é ajudar jornalistas a se prepararem para as eleições. (saiba mais aqui)

Escrito por Ana Estela de Sousa Pinto às 19h07

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | Cursos | PermalinkPermalink #

Mostrou o dedo médio no ar

O vídeo dispensa longas reflexões. Para mim, basta a frase do colega Bruno Garcez, que me deu a dica: "Não se esqueça: TV ao vivo é ao vivo 100% do tempo".

Escrito por Ana Estela de Sousa Pinto às 17h16

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Isso pra mim é russo!

Já que o clima é de humor no jornalismo, divido aqui esta divertida história que aconteceu com o âncora da CBN Heródoto Barbero [e que me foi gentilmente cedida pelo Eduardo Ribeiro, do Jornalistas&Cia.

 

O hotel do Heródoto em Moscou

Autossuficiente, Heródoto recusou o guia que ia acompanhá-los pela cidade, pois “ele só vai mostrar os pontos turísticos, e a gente quer conhecer a alma do povo, a Moscou que o turista não vê”.

Diante do temor de Walquiria de que não conseguissem voltar ao hotel, ele copiou diligentemente o que estava escrito na fachada, naquelas ininteligíveis letras do alfabeto cirílico, e com absoluta segurança guardou o papel no bolso.

O casal passeou livremente por Moscou, curtiu adoiado e, na hora de voltar, entrou num táxi. Heródoto disse ao motorista que queria ir para o hotel e, triunfante, entregou o papelucho com as letras cuidadosamente desenhadas.

O motorista não entendeu, olhou o papel, sacudiu a cabeça e desandou a falar em russo, fluentemente – o que, por sinal, em Moscou, não é de espantar.

Montada a confusão, Heródoto irritando-se e apontando com insistência o papel, o motorista optou por deixar o carro com os dois lá dentro e voltou pouco depois, acompanhado de um taxista que falava inglês. Este finalmente conseguiu explicar ao casal que não havia nome de hotel nenhum no papel, onde Heródoto escrevera em russo a seguinte frase: “O hotel está lotado, não há vagas”


 

O post mais recente da série humor no jornalismo está logo aí embaixo.

Escrito por Ana Estela de Sousa Pinto às 14h18

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Cinco erros que cometi numa entrevista...

... e as lições que tirei deles.

 

 Na semana passada fiz meu primeiro vídeo, para mostrar aos leitores do blog quem é a Cris, minha fiel escudeira.

Como boa principiante, fiz várias barbeiragens. Clique ali em cima para conferir.

A lista das lições que tirei do desastre vai ficar aqui embaixo também:

  1. verifique seu equipamento
  2. planeje as perguntas com antecedência
  3. se você quer que a pessoa diga algo além de sim ou não, não faça perguntas fechadas, do tipo "você já sonhou com vacas voadoras" ou "prefere café ou chocolate". Prefira perguntar "Qual o sonho mais bizarro que já teve" ou "o que você sente quando toma sua bebida predileta".
  4. oriente o entrevistado a incluir a pergunta na resposta
  5. não cometa o mesmo erro duas vezes. Errar é normal, mas o ideal é aprender com ele e evitar cair na mesma cilada

 


 

Neste post, mais comentários sobre quando fazer perguntas abertas ou fechadas

E, neste aqui, um caso em que as perguntas não casam com as respostas

 


Por sugestão de um leitor, este post passa a integrar a série Mais Humor no Jornalismo Muito feliz

 

(siga a série por aqui)

Escrito por Ana Estela de Sousa Pinto às 17h10

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Curso gratuito de radiorreportagem

Dica da minha leitora Hidaina:

ECA realiza curso gratuito sobre radiorreportagem

Agência USP
O Departamento de Jornalismo e Editoração (CJE) da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP e o Grupo de Pesquisa sobre Jornalismo Popular e Alternativo (Altejor) realizam, em setembro, o Curso de Difusão Cultural Oficina de Radiorreportagem, coordenado pelo professor Luciano Victor Barros Maluly, do CJE.
O público-alvo são os jornalistas e estudantes de jornalismo interessados em obter conhecimentos sobre a produção de radiorreportagens. Serão abordadas a concepção de práticas alternativas de radiorreportagens e a formação de radiorrepórteres.
O curso é gratuito e as inscrições devem ser feitas pessoalmente, de segunda a sexta, entre os dias 16 e 25, das 10 às 12 horas, no CJE. É necessário levar uma cópia do CPF, RG, comprovante de escolaridade, curriculum vitae e preencher a ficha de inscrição. Serão selecionados 30 alunos e o resultado será divulgado no dia 30 de agosto.
O curso será de 14 a 28 de setembro, às terças-feiras, das 16 às 19 horas, no CJE, que fica na Av. Professor Lúcio Martins Rodrigues, 443, Cidade Universitária, São Paulo.
Mais informações: (11) 3091-4058, com Paulo Cesar, email pcbontempi@usp.br

Escrito por Ana Estela de Sousa Pinto às 09h27

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O final do primeiro dia

Foi tanta coisa nova que não deu tempo de eles se apresentarem "comme il faut".

Mas eu fiz um vídeo bem curtinho, para pelo menos vocês verem as carinhas deles ao final do primeiro dia. Parecem muito cansados?

 

Escrito por Ana Estela de Sousa Pinto às 20h02

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Nova largada

Hoje começou a 50ª turma do programa de treinamento.

Correria.

Entre esta noite e amanhã eu coloco no ar o vídeo em que eles se apresentam.

Inté! Muito feliz

Escrito por Ana Estela de Sousa Pinto às 15h44

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Ana Estela de Sousa Pinto O blog Novo em Folha é uma extensão do programa de treinamento em jornalismo diário da Folha. É produzido pela editora de Treinamento, Ana Estela de Sousa Pinto, por Cristina Moreno de Castro e pelos participantes do treinamento e pela Redação.

BUSCA NO BLOG


Treinamento Folha
RSS

ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.